APARTAMENTO JOAQUIM AGUIAR . LISBOA . 2018 . 178 m2 . CLIENTE - PARTICULAR
O projecto visa a recuperação de um apartamento que tinha sido transformado em escritório, com as cicatrizes que este processo pressupõe:  cozinha totalmente alterada, casas de banho usadas como copa, pavimentos deteriorados e tectos desmanchados.
A filosofia de intervenção foi de uma restituição temporal, em que se volta a colocar a cozinha e casas de banho nos sítios originais e se recuperam todos os elementos essenciais do apartamento original: portas e portadas, soalho, chaminé, sancas e tectos trabalhados. Prevê-se em simultâneo a integração de mais casas de banho que permitam uma funcionalidade adequada à vivência de uma família. 
Mantém-se toda a estrutura original do apartamento assim como a divisão interior dos compartimentos.
Os materiais utilizados procuram ser os mais apropriados num edifício desta época: recuperação do soalho de madeira original, revestimento da cozinha em pedra lioz e das casas de banho em mosaico hidráulico e azulejo 10x10 branco nas paredes.
O ar condicionado é cuidadosamente integrado através de tecto falso (um pouco mais baixo) no corredor, e grelhas lineares para os compartimentos.