CONCURSO PÚBLICO DE CONCEÇÃO PARA A AMPLIAÇÃO DA FACULDADE DE LETRAS . LISBOA. 2021  . CLIENTE - UNIVERSIDADE DE LISBOA
O Edifício da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, da autoria do Arquiteto Porfírio Pardal Monteiro, faz parte do conjunto de três edifícios emblemáticos que definem a imagem do Campus da Cidade Universitária: a Reitoria da Universidade de Lisboa e os dois edifícios que a ladeiam, a Faculdade de Direito e a de Letras. A disposição deste conjunto é marcada pelo eixo de simetria da Alameda da Universidade,
O Edifício da Faculdade de Letras é ele próprio de composição clássica, com eixos bem marcados, compasso estrutural definido e regular, e espaços organizados em torno de pátios-claustro de proporção retangular.
O Novo Edifício será a expansão natural do original. Trata-se, em síntese, da justaposição de um novo pátio em torno do qual se desenvolve um edifício de planta quadrada que alberga todo o programa, com ligação direta e de nível ao corredor da ala poente do edifício principal.
A volumetria e a linguagem do novo corpo comunicam de forma natural com o edifício original ao assumir uma posição lateral e próxima, acentuada pela continuidade nas linhas horizontais que marcam os pisos e pela passagem franca entre os dois.
O Novo Edifício da Faculdade de Letras assume-se, do ponto de vista da sua implantação, como um quadrado de 54 metros de lado, que configura no seu interior um pátio de cerca de 27 m. Alinha-se rigorosamente com o edifício original, quer no que diz respeito à relação altimétrica proposta (respeitando o alinhamento da platibanda), quer no que diz respeito à relação planimétrica (ao seguir o alinhamento com o edifício pré-existente na fachada norte).