3º LUGAR CONCURSO PÚBLICO DE CONCEÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DO CONJUNTO HABITACIONAL "ALFAZINA" OP-10, ALMADA . SETÚBAL . 2020 . 14 776 m2 . CLIENTE - INSTITUTO DA HABITAÇÃO E DA REABILITAÇÃO URBANA
CO-AUTORIA: ARQUITECTO RODRIGO COELHO
A proposta assume-se como um conjunto linear de dez blocos cuja altura varia entre os 4 e os 5 pisos, que se desenvolve ao longo da Rua de Alfazina, adaptando-se à pendente. O conjunto edificado proposto resulta da repetição de um módulo base (com cerca de 15,00 de profundidade e 24,35m de comprimento), cujas variações se expressam apenas ao nível da sua cércea. A Rua Alfazina de Cima é o principal elemento vertebrador do conjunto, estando previstos dois arruamentos secundários, que se desenvolvem paralelamente à rua principal e garantem o acesso ao estacionamento dos edifícios em semi-cave, nas fachadas opostas.
No que diz respeito às articulações com os espaços e percursos existentes, as soluções desenvolvidas para o desenho urbano e dos espaços públicos, tendem a promover relações de continuidade e articulação ao nível pedonal.
A proposta de espaços públicos estabelece a franja poente como uma área estratégica, quer em termos paisagísticos, quer no que diz respeito às potenciais articulações que se podem desenvolver com o vale a poente. Aqui propõe-se a localização de hortas comunitárias com um desenvolvimento linear ao longo do limite poente.
No que diz respeito aos edifícios de habitação, a proposta desdobra cada bloco de base em dois corpos espelhados com cerca de 6,45 m de profundidade por 24.35 m de comprimento, permitindo criar duas fachadas principais e outras duas secundárias e parcialmente interiores.
A proposta de organização dos fogos tem como base uma procura de sistematização, racionalidade e economia de meios que se expressa, designadamente, na métrica do módulo espacial e estrutural adotados, bem como num princípio de repetição de elementos que simplificará também os processos construtivos.
A imagem exterior dos edifícios caracteriza-se pela repetição de uma métrica de vão tipo, que se rasgam a toda a altura do pé direito em panos contínuos de paredes revestidas a tijolo à vista, que apenas são interrompida pelas lages de betão à vista que percorrem todo o perímetro dos edifícios.
Respondendo aos requisitos do programa preliminar em termos de sustentabilidade e conforto ambiental, a proposta procura, complementarmente, assegurar estes objetivos, por diferentes vias pensadas de forma global e articulada, designadamente: pela consideração de estratégias conforto térmico e lumínico passivo, pelo recurso a sistema construtivo de reduzida pegada ambiental, com ciclo de vida eficiente e pelo uso eficiente de água.