RECONVERSÃO DO EIXO CENTRAL DA AVENIDA DA REPÚBLICA . LISBOA . 2016 . 57.000 m2 . CLIENTE - CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA . FOTOS - JOÃO WENGOROVIUS
Desde a época em que foi projectada nos finais do século XIX até aos nossos dias, a Avenida da República perdeu o espírito Haussmaniano que lhe deu origem, com o incremento de faixas rodoviárias, a perda de árvores nos alinhamentos originais e a substituição do edificado.
O principal objectivo da intervenção foi, portanto, a recuperação do espírito de Boulevard original, que permita uma melhor utilização pedonal daquele espaço, o aumento dos alinhamentos de árvores e a inclusão de uma ciclovia.
A redução do estacionamento e a supressão de uma faixa de rodagem em cada um dos canais secundários de acesso local permitiram libertar espaço para: a criação de um separador central com 3m, onde passa a existir um novo alinhamento de Plátanos; o alargamento dos separadores laterais onde se implementa a ciclovia do lado poente; o alargamento dos passeios junto aos edifícios onde se criam mais dois alinhamentos de árvores (que passaram de 2 para 5).
O impacto da intervenção é enorme ao nível da utilização do peão e do ciclista. Hoje as pessoas podem passear na Avenida e existem bancos onde se pode descansar e esplanadas para convívio ao ar livre. A plantação de 300 árvores ao longo da Avenida trouxe um ambiente completamente novo, com árvores de pequeno porte que dão flor na Primavera, nos passeios laterais.